Google+ Followers

terça-feira, 15 de julho de 2014

Dilma espera do povo brasileiro um novo mandato até 2018

dilma-candidataA presidenta Dilma Rousseff pediu um “novo mandato” ao povo brasileiro, em entrevista ao canal árabe de TV Al Jazeera, transmitida no final da manhã desta segunda-feira. Questionada sobre os motivos para que a população lhe desse mais quatro anos de governo nas eleições de outubro, Dilma respondeu:
– Acredito que o povo brasileiro deve me dar uma oportunidade de um novo período de governo pelo fato de que nós fazemos parte de um projeto que transformou o Brasil.
Dilma, à TV árabe, citou conquistas sociais durante o governo do PT.
– O Brasil tinha 54% de sua população entre pobres e miseráveis em 2002. Hoje 75% da população brasileira vive na classe C para cima. É três em cada quatro brasileiros. Nós transformamos a vida dessas pessoas. O Brasil mudou de perfil e foi feito isso com a democracia vigente, com todos os direitos de expressão, manifestação e divergência – afirmou.
A líder petista não esqueceu de citar os adversários.
– Vai ser travada uma disputa democrática entre caminhos. Quem quando pôde fez, sabe continuar fazendo. Quem quando pôde não fez, não sabe fazer – disse.
De acordo com a presidenta, uma prova dos avanços sociais no País é o sucesso da Copa do Mundo. Neste momento, ela alfinetou, sem citar nomes, o ex-jogador Ronaldo, que fazia parte do comitê organizador da Copa.
– Tanto é assim que como você explica o sucesso da Copa do Mundo? Antes de uma semana, você lê jornal, você sabe o que se dizia a respeito da infraestrutura da Copa. Você sabe que tinha gente que dizia que estava envergonhado do país porque não teria condição de receber (o evento) – declarou.
Pouco antes do início do evento, Ronaldo disse que se sentia “envergonhado” com os atrasos das obras da Copa. Depois do início do evento, acabou mudando o discurso.
Saúde e educação
Na entrevista, Dilma lembrou que o país superou as expectativas nas questões de segurança e hospitalidade. Dilma rebateu, mais uma vez, as críticas sobre os gastos na realização do evento. Ela frisou que foram gastos cerca de R$ 8 bilhões na construção dos estádios e, no mesmo período, o governo investiu US$ 850 milhões em saúde e educação. Ressaltou que a construção e reforma dos aeroportos foi um ganho para o país, e não apenas para viabilizar a Copa.
– Os aeroportos eram uma necessidade, a Copa foi apenas uma parte desse processo – disse a presidenta.
A Al Jazeera vai exibir mais trechos da entrevista com Dilma nos próximos dias. Na chamada para as próximas exibições, o repórter diz que Dilma vai enfrentar ataques dos adversários na corrida pela reeleição sobre a Copa. Segundo o jornalista, os adversários dela já acusam o governo de gastar bilhões na realização do evento, na esteira do mau humor do brasileiro com a derrota do Brasil pela Alemanha.
Correio do Brasil  - de Brasília