Google+ Followers

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Capitania dos portos no Amapá deflagra “Operação Verão”

CID1-PRINCIPAL
A Capitania dos Portos do Amapá realiza a partir deste fim de semana a intensificação das fiscalizações marítimas no estado. De acordo com o Comando da Capitania dos Portos, a ação é para prevenir os acidentes fluviais e transgressões às regras de navegação durante este período de férias.

Uma das ações a serem intensificadas é a fiscalização de embarcações que fazem linhas regulares para diversos municípios dos estados do Amapá e Pará. Os portos de Macapá e Santana serão vistoriados diuturnamente, principalmente, nos horários de saída e chegada dessas embarcações.

O objetivo nesse caso é evitar a superlotação e a navegação de embarcações e tripulação sem a devida autorização. Os barcos menores também serão alvo de fiscalização que irá se estender aos municípios de Afuá, Almeirim e Chaves, no Pará, e Ferreira Gomes, Macapá, Santana e Oiapoque, no Amapá.

Também serão realizadas ações educativas para preservação do meio ambiente hídrico e para evitar os acidentes com os eixos dos motores que provocam o escalpelamento. Segundo a Capitania dos Portos no Amapá, serão afixados, gratuitamente, coberturas nos eixos dos motores. 

Uma das maiores preocupações da Capitania dos Portos é quanto as viagens para o município paraense de Afuá, que realiza no final do mês de julho o Festival do Camarão. Para a festa na Veneza Marajoara, como é conhecida a cidade erguida sobre palafitas, são esperadas mais de 40 mil pessoas. A maior concentração de barcos nesse caso sai da rampa do Santa Inês, em Macapá, com destino ao Afuá. 

No total serão empregados 40 homens, 6 embarcações e duas viaturas na “Operação Verão da Marinha do Brasil”. 

No ano passado, as principais infrações detectadas durante as inspeções foram: tripulação com uniforme em desacordo com a Norma da Autoridade Marítima; falta de documentação, tripulação inabilitada, ingestão de bebida alcoólica e excesso de carga/passageiros. Nos casos de excesso de passageiro, os comandantes das embarcações envolvidas foram conduzidos à Delegacia de Polícia Fluvial e enquadrados nos Artigos nº 132 e 261 do Código Penal Brasileiro. Os casos de abuso e denuncias podem ser feitos pelo Disque Segurança da Navegação. O número é 0800-280-720.

Com Foto e informações do Diário do Amapá