Google+ Followers

quarta-feira, 18 de março de 2015

CPI do HSBC já pode ser instalada

A CPI que vai investigar as contas de brasileiros na filial do Banco HSBC na Suíça está pronta para ser instalada. Os trabalhos, segundo o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que propôs a instalação desta comissão parlamentar de inquérito, devem começar até a próxima terça-feira (24). Nesta quarta (18), foram anunciados os senadores que irão integrar a CPI.
Estão indicados os senadores Paulo Rocha (PT-PA), Fátima Bezerra (PT-RN), Regina Sousa (PT-PI), Acir Gurgacz (PDT-RO), Ciro Nogueira (PP-PI), Paulo Paim (PT-RS), Ricardo Ferraço (PMDB-ES), Waldemir Moka (PMDB-MS), Sérgio Petecão (PSD-AC), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), José Medeiros (PPS-MT), Blairo Maggi (PR-MT) e Wellington Fagundes (PR-MT).
O escândalo que ganhou o nome de Swissleaks desvendou contas de 100 mil correntistas no HSBC. Desse total, haveria 8.667 brasileiros, responsáveis por 6.606 contas. O trabalho da CPI, segundo o senador Randolfe, deve ser de muita responsabilidade e terá grande repercussão.
— Eu acho que cada vez que surgem novos fatos envolvendo funcionários públicos e figuras de destaque da elite brasileira a CPI aumenta a sua dimensão e também aumenta a necessidade de sua instalação — afirmou Randolfe.

Outras CPIs

Duas outras comissões parlamentares de inquérito ainda aguardam instalação. São as CPIs das Próteses e a do Assassinato de Jovens. Elas dependem da indicação de seus integrantes, pelos partidos políticos, para o início de suas das atividades.
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)