Google+ Followers

quarta-feira, 30 de abril de 2014

CUT e centrais sindicais realizam 1º de Maio Unificado em 2014

O Dia Internacional do Trabalhador (a) 2014 será comemorado em São Paulo no Vale do Anhangabaú,  com um grande evento preparado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e pela Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB).logo_1_maio_2014


Com o tema Comunicação: O Desafio do Século, as atividades terão início às 10h e se estenderão até por volta das 20h, no Vale do Anhangabaú, centro da capital, com atos político e inter-religioso, apresentação teatral e shows com artistas como Belo, Paula Fernandes, Leci Brandão, Pixote, Michel Teló e Péricles, entre outros.
Como acontece há cinco anos consecutivos, as comemorações do Dia do Trabalhador (a) organizadas pela CUT vão além do evento do dia 1º de Maio. Iniciadas em março, as atividades, todas ligadas ao tema central, envolvem a realização de oficinas, seminário internacional, concurso de fotografia, torneio de futsal e, este ano, a comemoração dos 30 anos de fundação da CUT São Paulo, a serem completados em 29 de abril.
Dia do Trabalhador – O Vale do Anhangabaú será o palco de diversas atrações no dia 1º de Maio (quinta-feira), a partir das 10h, com um ato inter-religioso, seguido de espetáculo teatral contando a história da comunicação no Brasil. Às 16h haverá ato político-social das Centrais Sindicais CUT, CTB e CSB e várias atrações musicais como Sampa Crew, Art Popular, Leci Brandão, Maria Cecília & Rodolfo, Pixote, Paula Fernandes, Michel Teló, Belo e Péricles & Banda.
As comemorações também ocorrerão na zona sul da capital, no Parque das Árvores (Avenida do Arvoeiro, altura do nº 395), em Cidade Dutra, com prestação de serviços de saúde, beleza, educação e cidadania à população, além de parque infantil, contação de histórias e cinema. No palco, entre outras atrações, estarão a banda de reggae Ponto de Equilíbrio, a cantora Paula Lima e o rapper GOG.

Reivindicações da classe trabalhadora
Nas manifestações de todo o Brasil serão também lembradas as reivindicações da  classe trabalhadora e pelo desenvolvimento do País:

- Redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salários;
- Fim do Fator Previdenciário e pela Valorização das aposentadorias;
- Defesa da política de valorização do salário mínimo;
- Reforma agrária e política agrícola;
- 10% do PIB para a Educação Pública e aplicação da Lei do Piso Salarial Nacional para o Magistério;
- 10% do Orçamento da União para a Saúde;
- Reforma Política;
- Democratização dos meios de comunicação;
- Contra o Projeto de Lei 4330 que permite a terceirização indiscriminada;
- Correção da tabela do Imposto de Renda;
- Regulamentação da Convenção 151 da OIT (permite a sindicalização de quem trabalha em serviços públicos);
- Ratificação e regulamentação da Convenção 158 da OIT contra a demissão imotivada;
- Igualdade de oportunidade entre homens e mulheres;
- Fim do assédio moral.

Fonte Maria Helena Domingues – CUT São Paulo e Sinap