Google+ Followers

quarta-feira, 28 de maio de 2014

SRTE/GO resgata 7 trabalhadores de condições degradantes

Foto: UNEGRO/R.J

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Goiás (SRTE/GO) libertou 7 trabalhadores de regime de trabalho análogo ao de escravos em operação realizada entre os dias 14 e 26 de maio. O grupo laborava nas atividades de carregamento, empilhamento, carga e descarga de toras de eucalipto em uma fazenda em Jataí(GO).

A equipe de fiscalização, composta por auditores fiscais do trabalho, procuradores do Trabalho, agentes da Polícia Federal, constatou a ocorrência de jornada excessiva (15 horas, das 6h da manhã às 20h da noite) sem intervalo de 1 hora para descanso e exposição a riscos contra saúde e integridade física, como ferimentos nas mãos e demais partes do corpo; poeira; ruído das máquinas, picadas de animais peçonhentos; posturas penosas, entre outros riscos.
 
Além disso, segundo o superintendente Regional do Trabalho e Emprego em Goiás, Arquivaldo Bites, o grupo fiscal também constatou inconsistência entre os valores registrados nas Carteiras de Trabalho e os valores efetivamente pagos aos trabalhadores uma vez que, apesar do salário registrado nas Carteiras de Trabalho ser equivalente a um salário mínimo, jamais os trabalhadores haviam recebido esse valor. “Eles recebiam R$ 3,00 por metro de madeira carregada no caminhão e R$ 2,00 por metro de madeira descarregada. A sociedade precisa saber que existem pessoas sofrendo em condições degradantes e desumanas, para que outras obtenham um lucro acima do justo”, observou.
 
A fazenda foi interditada sendo lavrados 27 autos de infração. Os trabalhadores receberam R$ 30.927,74 em verbas trabalhistas e receberam encaminhamento para pagamento do Seguro-Desemprego. Uma Ação Civil será ajuizada pelos procuradores do trabalho em reparo ao dano a dignidade dos trabalhadores.

 
Estatística

Trabalhadores encontrados em situação análoga à de escravo em Goiás e resgatados pelo Ministério do Trabalho e Emprego nos últimos anos:
Ano           trabalhadores resgatados
2008
867 trabalhadores
2009
328 trabalhadores
2010
314 trabalhadores
2011
299 trabalhadores
2012
201 trabalhadores
2013
2014
109 trabalhadores
40 trabalhadores (resultado parcial até 29.4.2014)


Assessoria de Imprensa/MTE
Com informações da SRTE/GO