Google+ Followers

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Vazamento de caulim em Barcarena deixa comunidade em alerta



Foto: Blog Barcarena de mãos dadas
Causas do vazamento que ocorreu na noite de terça-feira estão sendo investigadas pelo MPE e MPFO Ministério Público do Estado (MPE) e o Ministério Público Federal (MPF) investigam o vazamento de caulim nas águas do igarapé Curuperé, em Barcarena, nordeste do estado. Moradores da região denunciaram, anteontem à noite, o vazamento, originado da planta da empresa Imerys, que beneficia o minério nas proximidades do igarapé. Ontem a promotora de Justiça de Barcarena, Viviane Sobral Franco, esteve no local e constatou o vazamento.
Equipes da Delegacia do Meio Ambiente (Dema) e das secretarias de meio ambiente do estado e de Barcarena também estiveram no local. Foi solicitada uma perícia do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente também foi acionado.Segundo o MPE, as famílias ribeirinhas que dependem do igarapé estão desde anteontem sem acesso à água do igarapé. O MPF já tem um procedimento que apura a poluição causada pelo polo industrial de Barcarena e a Dema iniciou inquérito sobre a contaminação. A Promotoria de Justiça de Barcarena instaurou um procedimento para investigar a extensão do vazamento, que pode ter atingido o igarapé Dendê, onde também moram famílias ribeirinhas.
Texto: Diário do Pará