Google+ Followers

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Saúde realiza programação para marcar Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais

O Dia Mundial da Luta contra Hepatites Virais é comemorado em 28 de julho, mas, no Amapá, a programação para marcar a data será realizada nos dias 16 e 17 de julho e no dia 8 de agosto. O tema este ano é "Hepatites Virais: Sem perceber, Você Pode Ter". O evento é organizado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), através da Coordenação de DST/Aids e Hepatites Virais.
De acordo com o cronograma, nos dias 16 e 17 deste mês será realizada uma oficina sobre teste rápido para hepatites B e C para os profissionais do Hospital da Mulher Mãe Luzia. Na ocasião, serão ofertados os testes rápidos para gestantes.
No dia 8 de agosto, no horário da manhã, será realizada uma ação de saúde nos quartéis da Polícia Militar e do Exército com a oferta de testes rápidos para detecção de hepatites B e C, bem como a imunização dos militares contra a hepatite B e divulgação de métodos de prevenção à doença. No mesmo dia, serão ofertados testes rápidos para a população no Centro de Referência em Doenças Tropicais, pela manhã e tarde. A Sesa também disponibilizará testes para todos os municípios de modo que os gestores também promovam campanha local.
"Infelizmente, a grande maioria das pessoas são assintomáticas, não sentem nada. É por isso que a gente faz essas campanhas de testes rápidos. Porque muitas pessoas têm o vírus, mas desconhecem por não sentirem os sintomas", ressaltou a coordenadora do DST/Aids, Sílvia Maués.
A coordenadora destacou que há várias formas de se prevenir da hepatite, além da imunização. "Para crianças, o governo faz a prevenção através do calendário de imunização. Atualmente, essa vacinação se estendeu para pessoas de até 49 anos. Nos adultos é importante não compartilhar alicates, ter cuidado com o local onde se faz tatuagem e piercing, e usar camisinha", esclareceu.
A doença
A hepatite é uma inflamação do fígado, geralmente causada por uma infecção viral. São conhecidos cinco tipos principais de hepatite: A, B, C, D e E, que podem ser transmitidas através de uma variedade de maneiras, tais como sexo sem proteção, práticas de injeção inseguras e perfuração do corpo (piercings) e pelo consumo de comida e de água contaminados. Esses vírus podem causar infecção grave e inflamação crónica do fígado, e, por sua vez, levar à cirrose e câncer do fígado.
Fonte: Agência Amapá