Google+ Followers

quarta-feira, 6 de julho de 2016

País falha na prevenção de acidentes industriais

O podcast Podprevenir traz nesta semana um estudo inédito do geógrafo e especialista em saúde pública, Rafael Alexandre Ferreira, realizado no polo industrial do município de Paulínia, interior do estado de São Paulo. A pesquisa mostra a importância das análises de riscos e do planejamento territorial no entorno das instalações industriais para prevenção dos chamados acidentes tecnológicos que, em geral, têm como consequência perda de vidas humanas, danos à saúde de trabalhadores e da população atingida, prejuízos ambientais e materiais.

"Embora o processo de urbanização no entorno de grandes centros industriais no Brasil já esteja consolidado, não existem estudos sobre as vulnerabilidades sociais e ambientais existentes nessas áreas e como podem contribuir para a ocorrência de grandes acidentes", explica Rafael. Ele destaca que tragédias ocorridas no país, a exemplo do incêndio na Vila Socó, em Cubatão, em 1987, e do vazamento de óleo na Baía da Guanabara, em 2000, estão no ranking mundial de grandes acidentes industriais. Rafael lembra também o desastre em Mariana, no ano passado, que deixou 19 mortos e destruiu a vila de Bento Rodrigues.

Segundo o especialista, o mapeamento e avaliação de riscos devem ser utilizados como instrumentos de gestão de uso do solo não só no entorno de plantas industriais já consolidadas, mas também como requisito obrigatório na construção de novos  empreendimentos.

Em sua oitava edição, o Podprevenir, programete de rádio na web sobre segurança e saúde no trabalho, pode ser acessado pelo endereço www.podprevenir.com.br, também na versão mobile. Agora com uma nova página no site, intitulada "Pesquisas", os interessados podem acessar o estudo na íntegra.

Documentário - Afinado com o tema do podcast da semana, o canal de vídeos do site apresenta um documentário sobre um dos maiores acidentes químicos da história, ocorrido em Bhopal, na Índia, em 1984, quando 40 toneladas de gases tóxicos vazaram da fábrica de pesticidas da empresa norte-americana Union Carbide, matando milhares de pessoas.
Fonte: CMR Comunicação
Via Revista Proteção